Vamos inovar os métodos de ensino para despertar o interesse nos alunos

Professores novatos e os de longa estrada encontrarão preciosas dicas de ensino para melhorar a qualidade das aulas e a participação dos alunos, transformando-os em questionadores e formadores de opinião.

O objetivo é trocar experiências, conteúdos, críticas e sugestões, de modo que os profissionais de ensino fiquem por dentro de como se inicia uma aula incentivadora, sem dar espaço a métodos ultrapassados

"Aprender é descobrir aquilo que você já sabe. Ensinar é lembrar aos outros que eles sabem tanto quanto você!" (Paulo Freire)

Como iniciar a primeira aula de Biologia

domingo, 8 de maio de 2011



O professor de Biologia pode iniciar a aula, do primeiro dia do ano letivo, com a seguinte brincadeira de traço dinâmico para atrair a atenção da turma:

- Diga aos alunos que sou uma CIÊNCIA.
- Busco resposta para o que ocorre na natureza.
- Estudo como a vida surgiu e evoluiu no planeta.
- Meu nome significa: estudo da vida.
- Sou a ciência da vida.
- Tenho várias ramificações, como a zoologia, a botânica e a ecologia.
- Sou muito importante para quem quer compreender a vida.

Resposta: Eu sou a BIOLOGIA.

Legal, não?

No campo da educação escolar, inúmeros fatos tristes, causados pela falta de criatividade do professor e desinteresse de alguns estudantes, se multiplicam o tempo todo, embora seja possível e muito simples eliminar esses fatos através do uso da motivação.

Citarei dois deles, e o professor de Ciências Biológicas, se quiser, pode usá-los como introdução à primeira aula de Biologia, ou durante em alguma aula já em andamento, de modo a serem servidos como exemplos de erros absurdos para os alunos serem orientados a não cometê-los:

a) Num programa de entrevistas, o apresentador e a entrevistada juraram de joelhos que aranha é inseto, e não um aracnídeo.

O jornal afirmou que os dois faltaram à aula de biologia na escola. Talvez nem se trata apenas de faltar ou não, pois podem acontecer outras hipóteses - o aluno estar na sala e ignorar a explicação do professor, ou o próprio professor não conhece o conteúdo que transmite, ou ainda aquela velha desculpa, gerada há séculos, de tudo que se aprende é esquecido depois, ao final do ensino médio.

b) Faltando alguns minutos para as provas serem recolhidas, durante uma disputa de vagas universitárias em várias carreiras na área de saúde, um dos candidatos já havia terminado e, assim que entregou a prova ao fiscal, fez a seguinte pergunta:

"O que Biologia tem a ver com Educação Física?"

A ação questionadora do candidato foi o suficiente para servir de base, dentre muitas outras, de quanto anda a má informação e pouco conhecimento de muitos estudantes, como ele, nesse país que já lê tão pouco e não valoriza o ensino que deveria ser a maior prioridade.

Gostaria muito de ter me informado mais desse triste candidato sobre a razão do seu questionamento sem alguma relação de sentido.

Supostamente, esse candidato equivocado, quando tiver filhos (ou se já os tem), passará para eles as mesmas ideias erradas. É dessa forma, dentre outras, que os chamados futuros jovens desse país recebem informações defeituosas, graças à falta de instrução adequada tanto dos pais quanto dos profissionais de ensino mal preparados.

Portanto, que os dois fatos apresentados nos itens a e b sirvam de referência para que o aluno jamais critique destrutivamente a importância do estudo da Biologia.

Todo universitário da área biológica - Medicina, Nutrição, Odontologia, Educação Física, Ciências Biológicas - tem aulas de Anatomia, Fisiologia, Bioquímica, Embriologia, enfim, de várias divisões da Biologia.

E por falar em Divisões da Biologia, após a discusão em sala a respeito dos fatos, que tal o professor prosseguir a primeira aula com debate sobre os vários ramos da disciplina para a aula ser mais incentivadora?

7 comentários:

Postar um comentário

Para o espaço estar a todo vapor, vai depender da participação de cada professor, através de debates, para saber se o nosso trabalho está sendo de grande utilidade. Lembre-se, Mestre: O blog é seu também.

 
Espaço Docente Aprendiz | by TNB ©2010