Vamos inovar os métodos de ensino para despertar o interesse nos alunos

Professores novatos e os de longa estrada encontrarão preciosas dicas de ensino para melhorar a qualidade das aulas e a participação dos alunos, transformando-os em questionadores e formadores de opinião.

O objetivo é trocar experiências, conteúdos, críticas e sugestões, de modo que os profissionais de ensino fiquem por dentro de como se inicia uma aula incentivadora, sem dar espaço a métodos ultrapassados

"Aprender é descobrir aquilo que você já sabe. Ensinar é lembrar aos outros que eles sabem tanto quanto você!" (Paulo Freire)
A informação é a melhor arma que enriquece o conhecimento
1 2 3 4 5 6 7 8 9 10

Como se inicia a aula de eletrólise

Eletrólise Espadoca, Espaço Docente Aprendiz apresenta Como se inicia uma aula de eletrólise

Um professor de Química, de métodos ultrapassados, inicia a eletrólise com definição, logo a seguir apresenta ilustradamente um experimento clássico sobre a separação dos componentes da água através de eletrodos e finalmente os exercícios que mostram outras aplicações da eletrólise.

Seria interessante se o professor pudesse mostrar ao vivo o experimento, ou usasse vídeos copiados do youtube, por exemplo, convertê-los em DVD ou em windows media player se fosse para salvá-los em pendrive para serem projetados por data show. Basta simplesmente vontade.

Entretanto, antes do uso dos recursos acima, que tal uma introdução motivadora utilizando o metal estanho? Essa opção vai prender a atenção da turma.

Então, professor, siga as etapas:

1) Antes de definir eletrólise, peça a todos que peguem a tabela periódica. Isso irá fazê-los recordar o uso da tabela e criar na mente deles uma ponta de questionamento tipo "Por que o professor quer que façamos isso?".

2) Pergunte a eles o símbolo do elemento estanho e sua localização na tabela. Ou pode ser outra questão: Que elemento está localizado no quinto período do grupo IV-A?

3) Pronto, uma vez iniciada a introdução, vem o comentário:
O estanho, em estado nativo, é raro. O normal é ser encontrado sob a forma de minério. São vários os minérios que contêm estanho. Mas o principal deles é a cassiterita, que nada mais é que dióxido de estanho, associado a uma variável quantidade de impurezas.
Quando o minério é muito impuro, ao fim do processo, obtêm-se, junto ao estanho bruto, resíduos de ferro, cobre, chumbo, bismuto e outras impurezas.
Então, a purificação final é realizada por meio do refino, geralmente feito por eletrólise.

4) Provavelmente a turma estará apta a assimilar eletrólise porque o assunto tem utilidade prática. O reforço do entendimento pode ser feito pelo experimento ou por vídeos em data show que possam mostrar a refinação de estanho pelo processo, ambos já sugeridos nas primeiras linhas da postagem.

5) O professor pode fazer agora a definição e, com o livro adotado, fazer junto com a turma os exercícios.

Quando o professor adota variedades de metodologia de ensino, o estudante percebe essa característica notória do docente.
Leia o texto completo
 
Espaço Docente Aprendiz | by TNB ©2010